O que te assombra quatro da manhã?

A você, provavelmente não sei.

Mas os fantasmas de um passado inteiro espreitam além do copo  de uísque.

E eu, sinceramente, não sei se eu termino o copo e os enfrento ou rejeito mais uma dose e os temo apenas em sonhos.

Há, na realidade, uma doce ironia que apenas um Deus cruel, ou uma deidade forjada no vazio que a humanidade atribuiu causalidade, que só se pode ser verdadeiramente apreciada após um estágio profundo de compreensão do que é o sofrimento intrínseco da humanidade.

Não sei se dou Deus ou vazio.

Mas, agora, não sou nada além de uísque.

Anúncios

~ por Autor em 28/03/2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: